Impeachment de Bolsonaro com Morão favorece o continuísmo

Rio de Janeiro – Passeata em homenagem à vereadora Marielle Franco, e seu motorista Anderson Pedro Gomes, no centro da cidade (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Assista no Youtube

Olá sou Rosa Diniz com Ana Filippini na produção, começo o Dialogando de hoje.
Nas últimas semanas cresceram as denúncias de corrupção, caixa dois e uso de ‘laranjas’ contra a família Bolsonaro. Nos últimos dias, tais denúncias agravaram-se tendo em vista a prisão dos executores da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco do PSOL, assassinada em 14 de março de 2018 juntamente com seu motorista Anderson Pedro Mathias Gomes, por militares da reserva, que haviam sido fotografados tanto com os filhos como com o próprio Jair Bolsonaro, em situações comemorativas privadas.

Assim, acreditando menos no bom senso e justiça brasileira e mais na ação de forças políticas que espreitam o presidente, bem lá no fim do túnel, avalia-se um possível impeachment do presidente brasileiro.
Não tenham dúvidas, foram eleitos em 2018 de comum acordo, com apoios escusos e patrocinados por uma rede no plano mundial, que atua no desmonte de Nações destruindo direitos sociais e pauperizando seu povo o colocando de joelhos perante as elites, que como Judas se vendem por 30 dinheiros.

Um possível Impeachment de Bolsonaro com a ascensão de Mourão ao poder favorece o continuísmo do projeto de desmonte do Estado Brasileiro e agrada famílias ligadas à grande mídia, que tradicionalmente ajudaram a golpear as forças democráticas brasileiras desde 1964.

Estamos em um momento muito estranho, em que a tragédia do pedido do impeachment de Bolsonaro e a ascensão do General Mourão como presidente, e este por certo é o plano, deixariam o Brasil sem alternativas por muito tempo, quando a única saída para o Brasil é o cancelamento da chapa contaminada por milícias e assassinatos físicos e morais.

É preciso conscientização.

Os grotescos posts nas redes sociais do atual presidente Jair Bolsonaro, ou o Capitão, com pornografias explicitas têm intenções e alvos, sempre há uma prática maléfica, na destruição e entrega do nosso País. Desvia as atenções dos desavisados. Impondo novas formas de nos colocar dependentes e colonizados pelo capitalismo internacional, mas nós teimamos e resistimos, como determinava Dona Lindú, mãe do Presidente Lula.

A humilhação diária a que parte dos brasileiros é submetida foi expressa na recente tragédia da morte do menino Arthur, neto do Presidente Lula; para comparecer ao velório e poder abraçar e ser abraçado pelos familiares, foi imposto a Lula uma ostensiva e armada potestade ofensiva e opressora. Mas o Presidente Lula com toda dor, TEIMA e se mostra um gigante

Vou citar uma xará, uma gigante marcada também pelas transformações do pensar e agir , Rosa de Luxemburgo, do seu original GREVE DE MASSAS, PARTIDOS E SINDICADOS em que diz  “Uma orientação “revolucionária” no sentido mais  tosco do termo, pensada inteiramente sob medida para o “ataque” e a “ação direta”, poderia com efeito esmorecer na tranquilidade do cotidiano parlamentar, para somente com um  retorno  do período  de lutas diretas e abertas, com uma revolução de rua, reviver e desdobrar sua força interna.”

Através do tempo e o conhecendo a História, poderemos construir o Brasil que queremos.

Para finalizar gostaria de mencionar a atuação da Presidenta do PT a Deputada Federal Gleisi Hoffmann em suas ações pontuais e certeiras, destacando a sua recente participação na Posse do Presidente da Venezuela Nicolás Maduro, eleito democraticamente com mais de 67% dos votos válidos em um País onde o voto é facultativo. Neste ato, Gleise Hoffmann valida a democracia venezuelana e o princípio da autodeterminação dos Povos.

Deixo no ar uma pergunta, com a nossa resistência ao atual governo do capitão Bolsonaro e o Vice General Mourão, qual seria o melhor caminho para o retorno da Democracia?

2 comentários em “Impeachment de Bolsonaro com Morão favorece o continuísmo

  1. O Impeachment do Bolsonaro já é um passo importante rumo à democracia; além do mais a chegada do vice à presidência, General Mourão, não significa que ele fique no governo eternamente: esse medo é compreensível por conta dos anos da ditadura, mas esse tempo seria aproveitado para fortificar e ampliar as forças democráticas, como está passando atualmente. Acho que tudo tem seu tempo, e o mais difícil é saber aproveitá-lo no momento oportuno. Gostei do seu texto. Um abraço da Mariluz.

    Curtir

    1. Cara Mariluz dos Anjos, obrigada pelo comentário, portanto “Um possível Impeachment de Bolsonaro com a ascensão de Mourão ao poder favorece o continuísmo do projeto de desmonte do Estado Brasileiro e agrada famílias ligadas à grande mídia, que tradicionalmente ajudaram a golpear as forças democráticas brasileiras desde 1964.”

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s